( . )

A mim a gravidez não dá vontade de devorar este mundo e o outro.
Primeiro, porque enjôo quase metade dos 9 meses e, segundo, porque quando tenho realmente vontade de comer, só me apetece coisas saudáveis. Tabletes de chocolate nem vê-las. Não consigo.
Anda uma pessoa (eu) a fazer dietas mês sim mês não e vai-se a ver, basta estar grávida para comer decentemente.
É verdadeiramente enternecedor à noite só ter vontade de comer maçãs ou tangerinas, em vez de chocolates. Ou depois de almoço, apetecer uma gelatina ou um kiwi. Ou ainda nunca repetir o prato com medo que caia mal.
Muito de vez em quando é a loucura, como hoje, em que lanchei um croissant com chocolate e soube mesmo bem!
Por isso rio-me quando o médico ecógrafo me dá o discurso nem-penses-em-transformar-te-numa-lontra-neste-Natal. Rio-me e também fico com vontade de lhe dar um calduço ao pensar nas longas horas em que já me abracei à sanita nesta gravidez.
Dieta? É ficar grávida!
Assim de repente até parece uma boa ideia, mas não. Parece-me antes um conceito de dieta um bocadinho perigoso.

4 comentários:

  1. tal e qual ;) eu passei 7 meses de enjoo :S Lembro-me uma vez que a minha mãe tinha mandado um bocadinho de bolo brigadeiro e eu nem podia cheirar, uma desgraça. AH e só me apetecia tangerinas e pescada cozida com grelos e batata.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A da pescada cozida com grelos é muito boa :D
      Ó sina!!

      Eliminar
  2. A natureza é sábia (menos na parte dos enjoos). Eu não gostava de tomate (cru) e durante (e depois) da gravidez da Beatriz passei a gostar. Eu como pouca fruta, principalmente no inverno, e durante a gravidez de ambas, comi imensa, sabia-me mesmo bem.

    ResponderEliminar
  3. Sorte a tua... Aqui comigo é o oposto! Tudo me sabe pela vida qual ultima ceia se tratasse. Não é que tenha mais fome, mas como com um apetite e cozinho ainda com mais prazer e satisfação. E já hoje levei nas orelhas! Feliz Natal!

    ResponderEliminar