Sr. Guarda

Hoje, no parque, uma miúda não saía da parte final do escorrega. Estava lá deitada, não desamparava a loja. A minha cria lá tentou mandá-la dar uma volta à maneira dele, mas não conseguindo, começou a chamar-me para o ajudar a enxotar a bicha. Eu não fui logo, para ver se se resolviam entre eles. Mas o raio da miúda não saía. Então eu fui lá e disse-lhe "Podes sair daí? Assim os meninos não podem descer no escorrega", ao que a sonsa com ar de frete e braços cruzados me responde "não".
Então eu saquei do último coelho da cartola "então se é assim, vou chamar o Sr. Guarda".
Pisgou-se logo.
Funciona sempre.
As minhas desculpas aos senhores da autoridade pelo uso em vão do seu nome.

6 comentários:

  1. Hahahaha boa eu também já apanhei dessas situações..acho "uma piada" que os pais dos que fazem mal estejam sempre na conversa e nem se dignam á olhar para ver se os filhos são decentes para com as outras crianças...e o melhor é quando eles são maiores e se armam em parvos com os mais pequenos!!da-me uns calores e vontade de ir dar uns tabefes mas é aos pais deles...enfim!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, seguro-me sempre para não saltar para cima dos catraios, mas fico em ponto de ebulição. Ah mãe galinha!

      Eliminar
  2. Tb já entrei na onda do Sr. Guarda... resulta sempre
    Bjstos

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. Sempre! Mas convém não abusar e guardar a carta para momentos chave :D

      Eliminar