a saga

Esta história anda uma telenovela. Telenovela não, um filme de terror.
Batata-frita-pequena anda com pânico de dormir na sua cama, no seu quarto.
Depois de rebobinar, percebi que este medo provavelmente estará relacionado com um filme que viu há dias: os "Monstros & Companhia". Tipo, monstros que durante a noite vão ao quarto dos meninos pregar sustos, hello?! Sim, feliz ideia a minha de lhe comprar este filme. Achei eu que ele ía adorar. Pois. Not. Quase de certeza que foi a causa disto tudo, porque a saga começou na noite a seguir a ver o filme.
Continuando, tem um medo enorme de dormir sozinho. Acha que o lobo mau está no quarto. Já falei com ele 58463 vezes sobre o assunto. Que o lobo mau não entra no quarto. Que ele tem de dormir na cama dele. Que a cama dele é mesmo gira e quem me dera ter uma assim. Que o Mickey, o Uki e os Nenunos dormem com ele e protegem-no. Eu já tentei tudo.
A técnica tem sido ficar (eu ou o pai) no quarto dele até ele adormecer. Mas acorda inevitavelmente a meio da noite a chorar, aos gritos e soluços e pira-se a uma velocidade doida do quarto dele, cheio de medo e aos tremeliques.
Eu abraço-o. Falo baixinho. Que está tudo bem. Ponho-me de rabo para o ar a espreitar debaixo da cama e a dizer-lhe estás a ver, não está aqui nada, mas o gajo nada, não quero dormir aqui sozinho, fica comigo, fica
Então eu fico sentada numa cadeira tipo guarda prisional, enquanto ele adormece. Isto pode demorar uma eternidade. Quando finalmente já dorme, piro-me do quarto com pézinhos de lã, mas chego à porta do meu quarto e oiço MÃÃÃEEE!!!!!!! e começa o choro outra vez.
Então, cansada de andar aqui feita zombie há já 2 noites e contra todas as minhas crenças, levo-o para a minha cama. A meio da noite chama por mim, como a certificar-se que estou na cama com ele (mesmo estando a 2 cm) ao que eu respondo CHIIIIUUUU!!!
Hoje cheguei a casa e, num rasgo de fé decidi que esta noite vai haver um tratamento de choque. Na minha cama não vai entrar ninguém, a não ser eu e o meu homem, obviamente.
Se for preciso dormitamos na cadeira, no quarto dele, fazemos turnos, eu sei lá. Até ele entrar nos eixos outra vez. 
Que eu já ando a ficar maluca e a mostrar os dentes a quem me diz bom dia e isso não é nada bom.

10 comentários:

  1. firmeza!!! vais ver que mais duas noites em claro e a situação resolve-se :PPP
    vá coragem ;)

    ResponderEliminar
  2. Experimenta ao contrário... em vez de lhe dizeres que não está lá o monstro, arma-te em forte e mata o monstro. Dá cabo dele. Com violência. arrasta-o de debaixo da cama e atira o mostrengo pela janela... faz um teatro... olha... comigo resultou :DDD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faz outra vez e convida-me. Eu é que adoraria ver ahahah!!!

      Eliminar
  3. Quando viemos de férias o meu filho (faz3 anos em Janeiro) também estava cheio de medos. Dizia que o quarto era mau, que tinha o lobo, o cavalo e. Burro lá e acordava sempre a meio da noite a chorar e a querer vir para a nossa cama. Nós bem explicávamos que não havia nada mau no quarto dele e que era um quarto muito lindo e especial. Perguntei o que ele não gostava e tirámos uns bonecos pendurados, que faziam sombras com a luz de presença, e ele arranjou um no eco, tipo transformar, que o protege porque parece que o mickey e os outros não chegavam. Os medos foram passando, mas quando acorda a meio da noite para fazer xixi já não adormece sozinho com a facilidade de antigamente. Penso que são fases. Com o meu filho coincidiu com um crescimento da criatividade, do mundo do faz de conta e do a fingir. Espero que com o vosso filho também passem depressa. Uma ou outra vez cedi em trazê-lo para. A nossa cama ( por egoísmo do meu cansaço), mas das outras vezes conseguimos que ele se tranquilizasse e voltasse a ter confiança nele para dormir sozinho. E de manhã, muito orgulhoso, dizia que não tinha havido medos. Publiquei alguns posts dedicados a este tema. O meu blogue. Boa sorte!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por um lado é reconfortante saber que não estou sozinha :)
      Sinto que a novela está longe de terminar. Está tudo na mesma.
      Obrigada pelo comentário, eu vou ler os posts sim!

      Eliminar
  4. Com o meu filho (um pouco mais crescido do que o teu, já com 4 anos) aconteceu-me o mesmo.
    Até que resolvemos "dar cabo dos monstros".
    Com a ajuda de umas meninas muito simpáticas de uma farmácia, comprei um spray (quase inócuo, acho que era para lesões musculares e cheirava a mel) para "assustar" os monstros.
    Elas colaram uns autocolantes do Mickey e uma etiqueta a explicar que deveria ser utilizado todas as noites.
    Deu resultado.
    Não logo, mas ao fim de duas ou três noites, a história, um bocadinho de spray para o ar e 1 copo de leite, passou a ser o ritual normal.
    Boa sorte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, eu achei piada ao comentário do palmier enconberto e à cena de benzer o quarto. É uma abordagem que ainda não tentei. Se calhar não era mal pensado!

      Eliminar
  5. Costumo ler o blog, que gosto muito, silenciosamente. Mas hoje não resisto em comentar. Tenho um filho que vai fazer 2 anos. Sempre dormiu muito bem, sozinho no quarto, desde os 2 meses e meio. Algures a meio de Fevereiro de 2012 teve uma fase assim. Tinha que ter sempre alguém no quarto para adormecer, caso contrário chorava desalmadamente, nervoso. Uma vez até chegou a vomitar com a violência do choro. Passámos um mês e meio a ficar à noite no quarto até adormecer e a fazer o mesmo pelo meio da noite as vezes que fossem necessárias. Os dois completamente zombies... A certa altura bastava dizer que estavamos ali, logo ao deitar, e fomos conseguindo sair do quarto. E assim como veio, passou. Agora voltou a essa fase. Mas já mais crescido, a dizer que nos quer ali na cadeira, a chamar pela mamã, o papá ou outras pessoas que se lembre... Ele quer lá alguém e pronto! :) Depois de ter passado aquela fase em Fevereiro/Março, estou mais confiante que esta seja de novo uma fase passageira. Acabei por me convencer que transmitir-lhe confiança dia após dia o foi acalmando. Resumindo, firmeza com miminho! :) (Também temos evitado sempre leva-lo para a nossa cama...)

    ResponderEliminar